Argentina permite abortos para mulheres estrangeiras residentes no país

Na madrugada desta quarta-feira (30) de Dezembro, o governo argentino decidiu que estrangeiras residentes no país também têm o direito ao aborto.

A legalização desta nova lei sobre a interrupção voluntária da gravidez até 14 semanas de gestação, foi aprovada na madrugada de ontem após votação no Senado.

Importa salientar que, ainda não está decidido se as estrangeiras sem residência fixa, poderão usufruir da mesma lei que as estrangeiras com residência.

Ravelino de Castro
Desenvolvedor de softwares e CEO do Portal Tudo A Ver