Ministra austríaca demite-se após acusação de Plágio

Christine Aschbacher
Christine Aschbacher

A ministra do trabalho na Áustria, Christine Aschbacher, anunciou recentemente sua a demissão no cargo, após ter sido acusada de apresentar parte no trabalho de pós graduação e na tese de doutoramento como seus sendo de autoria de outras pessoas.

Stefan Weber, especialista dos meios de comunicação social da Áustria, conhecido pela sua investigação sobre plágio, acusou a ministra de ter citações falsas e outras copiadas, sem mencionar a fonte, no seu trabalho final sobre gestão de contas, concluído em 2006, bem como na sua tese de doutoramento.

Em sua defesa a ministra pronunciou-se dizendo que os ataques políticos não prejudicam só a si mas a sua família também, “O assédio, a agitação política e os ataques recaem, infelizmente, não só sobre mim, mas também sobre os meus filhos, com um ímpeto insuportável”, explicou a política do Partido Popular Austríaco.

Acrescentando, Aschbacher queixou-se também de não lhe ter sido dada a oportunidade para um processo justo de ter as suas teses verificadas pelas instituições académicas relevantes e culpou os meios de comunicação e os seus cúmplices políticos.

Todos os partidos da oposição aplaudiram a demissão de Christine Aschbacher e a sua substituição será anunciada na próxima segunda-feira, (18) de Janeiro.