Homem com deficiência rompe guardas do governador para pedir emprego

Luís Nunes e Bernardo Aurélio
Luís Nunes e Bernardo Aurélio

O cidadão Bernardo Aurélio, deficiente físico residente na Huíla, rompeu os seguranças do governador local em uma visita feita pelo responsável da província recentemente ao município de Caconda, de modos a pedir uma vaga de emprego para o seu filho de 25 anos.

Mesmo com estado físico debilitado, Bernardo colocou em primeiro lugar o desejo de ver o filho empregado e conseguiu passar pelos seguranças do governador Luís Nunes, que não impediram-lo de chegar ao responsável e contar as suas dificuldades.

“Por causa da minha condição física, não consigo me deslocar. Pedi uma motorizada de três rodas ao governador e por outro, tenho um filho de nome Aurélio Cinco-Réis de 25 anos, que terminou o ensino secundário do II Ciclo, antes ensino médio em 2013 e ingressou no Instituto Superior de Ciências da Educação (ISCED)- Huíla. Eu já estou a ficar velho, é o único rapaz que eu confio e quero que o governador e o administrador municipal de Caconda, Nandim Capenda, proporcionem por meio de concurso público, emprego para o meu filho”, explicou o cidadão Bernardo Aurélio.