Policial americana pode ser processada por usar gás pimenta para deter criança negra de nove anos

Uma policial que foi chamada recentemente na cidade de Rochester, Nova Iorque, para apaziguar uma situação que envolvia uma criança norte americana de nove anos, poderá ser processada por usar gás pimenta para deter a menor. 

A menina cujo a identidade não foi revelada, sofre de perturbações mentais e aparentemente queria matar a própria mãe e suicidar-se a seguir. Logo, no acto de detenção a policial viu-se obrigada a usar o gás pimenta para deter a criança sendo que a mesma resistia entrar na viatura das autoridades locais, fez a saber a chefe adjunta da polícia de Rochester, Andre Anderson.

Não estando convencida, a
presidente das autarquias de Rochester prometeu abrir um inquérito para averiguar a questão em causa.

Importa frisar que trata-se da segunda vez em menos de um ano que a polícia de Rochester é acusada de violência contra afro-americanos. Em março de 2020, Daniel Prude morreu após ter sido alvo de agressões por parte de agentes. O homem ficou em estado de coma e deixado no chão não tendo resistido aos ferimentos em virtude das agressões.