Desaparecimento de corpos das vítimas mortais em Cafunfo cria tumulto na Lunda-Norte

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa

Os familiares das vítimas que morreram no confronto ocorrido recentemente no município de Cafunfo, Lunda-Norte, mostram-se revoltados com o desaparecimento de cerca de 20 corpos da casa mortuária da cidade local, na noite do dia 01 à 02 de Janeiro.

Os familiares das vítimas alegam que os corpos que já tinham sido postos na casa mortuária foram retirados e atirados em uma mata próxima de uma mina.

“Neste momento estamos aqui na casa mortuária, as pessoas que eles mataram, atiradas nas ravinas, tinham sido recolhidas, trazidas aqui para a casa mortuária, mas à meia-noite de domingo para segunda feira, foram retiradas novamente da casa mortuária e atirados na mata, num caminho chamado Tchimango, para quem vai na mina do Cuango e aqui só deixaram sete corpos”, disse um dos familiares.

Revoltados com a situação, os familiares dizem querer ver os corpos de seus ente queridos desaparecidos, e que o que aconteceu é para atrapalhar a investigação parlamentar.