BBB21: Arcrebiano fala como foi a sua experiência na casa após a eliminação

Arcrebiano BBB21
Arcrebiano BBB21

O participante da vigésima primeira edição do reality show Big Brother Brasil, Arcrebiano de 29 anos de idade, é o segundo eliminado da referida temporada. Em entrevista fala de como foi sua experiência na casa mais controlada de sempre.

Em nota, Bil explica sobre como foi ter participado no BBB, e da sua convivência na casa com outros participantes, fala de quem está torcendo para levar para casa o prémio de 1,5 milhões de reais, equivalente em mais de 100 milhões de Kwanzas, Bil ainda fala de seu relacionamento com a Karol Conká, acompanhe:

Como você avalia a sua passagem pelo BBB 21?

Foi uma passagem proveitosa, não imaginava que seria tão cheia de aprendizados. Mas um pouco triste também por eu ter sido julgado lá dentro por diversas coisas e, principalmente, pelos amigos que eu achava que tinha. Fiquei decepcionado porque o Nego Di e o Projota eram dois caras que eu respeitava muito. Mas agora eu estou bem melhor do que estava lá dentro. Vou levar isso como aprendizado. Eu queria muito participar do BBB, não à toa me inscrevi quatro vezes, e na quarta deu certo.

Você pretende trazer outras amizades da casa para a vida fora do BBB?

Além dos quatro, eu gostaria de trazer também a amizade do Arthur. Mas acho que no jogo ele está perdido. Tenho certeza de que ele não daria aquele voto no Gilberto, mas foi influenciado pelo Nego Di, assim como ele tentou fazer comigo na situação do Big Fone. Caio e Rodolffo também são pessoas que eu gostaria de trazer para a minha vida, apesar de achar que o Rodolffo ainda vai se perder no jogo. E o Projota é uma pessoa com quem preciso conversar melhor aqui fora.

Qual era a sua estratégia na casa para levar R$ 1,5 milhão?

Eu queria jogar o mais limpo possível, mas eu estava muito vulnerável: era só eu contra praticamente 15 pessoas; na minha cabeça era isso. Depois eu consegui acordar um pouco para o jogo. Foi quando eu conversei com a Sarah, com o Gil e com a Juliette, com quem eu já estava mais entrosado. Ela é bem doidinha, muito engraçada. Fala as coisas por impulso, mas sabe o que fala. Caso eu voltasse do paredão, iria quebrar aquele complô.

O seu relacionamento com a Karol Conká teve alguns percalços e te fez dizer, inclusive, que preferia sair no paredão de ontem. Quer comentar sobre o seu envolvimento com ela?

Eu vi na Karol uma pessoa boa, no começo. Espontânea, alegre, sorridente. Era a pessoa que me fazia rir na casa. Eu falei que não estava entrando no BBB para fazer casal, mas que poderia acontecer. E aconteceu, logo com essa pessoa que depois eu vi nos vídeos que não era bem assim. Eu imaginava que o relacionamento poderia até ir mais à frente. Só que quando me relaciono com alguém, gosto de analisar um pouco a pessoa. Era o que eu estava fazendo com a Karol, e deixei isso claro para ela. Mas ela meio que se assustou, falou que eu não estava dando atenção. Aí veio a situação envolvendo a Carla e eu fiquei surpreso, me retraí mais ainda. Eu não conseguia falar nem com a Karol, nem com a casa, nem com o Arthur ou a Carla. Porque, do mesmo jeito que eles estavam me esperando, eu estava esperando o oposto, já que tinha saído como o errado na visão de todos. Mas, depois que eu e Karol conversamos, ficou só na amizade.

No último jogo da discórdia você foi chamado de “leva e traz”. Esse adjetivo te surpreendeu?

Muito! Para mim, quem fazia “leva e traz” ali dentro era a Viih. Eu já estava entendendo um pouco o jogo dela. Ela ficava bem em cima do muro: junto com o nosso grupo e, se desse algo errado, mudava de lado. Se eu fosse “leva e traz” ficaria no grupo em que já estava, nem ligando para o Gil e para a Sarah.

Para quem fica a sua torcida?

Minha torcida é, em primeiro lugar, para o Gil. Top dois, a Juliette e Top três, a Sarah. Ela até poderia estar em primeiro na minha lista, mas acho que quem merece levar o prémio é mesmo o Gilberto porque ele está sendo apunhalado. As pessoas estão perseguindo ele como estavam me perseguindo lá dentro.

O ‘BBB 21’ tem direcção geral de Rodrigo Dourado e apresentação de Tiago Leifert. O programa vai ao ar, no Globo HD, as segundas, após o ‘Fantástico’, de terça a sábados, após ‘A Força do Querer’, e aos domingos, no mesmo horário.

Pode aceder aos conteúdos Globo em Angola através do Globo HD e Globo ON, posições 10 e 72 da ZAP.