Madó explica o motivo da sua ausência:-“a cada gota de sangue eu sentia ele a ir embora”

A comediante e influencer digital Madó também conhecida como ‘Cenas Boas’, explicou neste domingo (21) de Março com detalhes sobre o seu afastamento nas redes sociais resultado de um aborto involuntário que passou recentemente.

No dia 04 de Março, Madó deu a conhecer por conta de um comunicado divulgado em suas redes sociais que estava enfrentando problemas de saúde e estaria afastada das suas redes sociais por conta das indicações médicas, 14 dias depois um outro comunicado foi emitido anunciando que a humorista já estava fora do perigo. O comunicado em causa serviu também como nota de agradecimento aos fãs e deu a conhecer que já está de volta as suas actividades, começando com uma live explicativa da situação que enfrentou.

Madó começou por explicar que inicialmente a sua ausência se devia ao facto de ter descoberto que estava grávida tal como fez o anúncio nas redes sociais, e que a mesma terminou em sangramentos, chegando ela mesmo achar que fosse o sacramento de nidação.

A nidação ou implantação é o momento em que o óvulo fecundado (agora chamado de zigoto) penetra completamente no revestimento interno do útero. Isto costuma ocorrer a partir do 7º dia após a fertilização. Nesse processo de fixação pode ocorrer um leve sangramento, com duração média de três dias.

Mesmo após ter ido a clínica e ter dado início as consultas pré-natais, o sangramento não parava, o que chegou de resultar na perda do bebê.

“Foi uma dor muito grande, infelizmente eu pedi o bebê, era uma gravidez que me diziam que eu só tinha que ficar deitada, não poderia fazer muito esforço, então não só parei de fazer vídeos, também parei de ir á unidade… Parei também de ir no serviço, porquê eu queria muito ficar com o bebê, mas depois tive aquela perda, senti muitas dores e ainda sinto algumas quando tento fazer alguma coisa esforçada”.

Contou ainda a humorista que este seria o primeiro filho dela e do esposo e que a gravidez não foi por acaso mas sim planeada.

“Eu vivi o pior terror que nenhuma mulher gostaria de viver, principalmente quando é a sua primeira gravidez… Mas eu passei e eu não desejo isso para ninguém”, disse a humorista durante a transmissão ao vivo no Instagram.

“Era aterrorizante, saber que a cada gota de sangue significativa que o bebê está à sair da tua vida, eu sentia ele a ir embora, a cada gota eu sentia que ele está à ir embora”.