Titica reage a morte do homossexual sucedida em Cabinda:-“Parem de nos matar”

A cantora angolana Titica, lamentou nesta segunda-feira (22) de Março, em suas redes sociais ao relato do crime bárbaro que chocou a população de Cabinda na semana passada, onde dava conta da morte do Jovem Litilson de 25 anos, que tinha ficado dois dias desaparecido e encontrado com sinais de agressões físicas, vítima de transfobia.

A cantora Titica que é um ícone na indústria musical angolana e internacional também, ainda mais por pertencer a comunidade LGBT, lamentou em seu Instagram, a artista partilhou fotos de Litilson e legendou:-Parem de nos matar, nós só queremos ser nós…Mais empatia”.

Segundo relatos, o acto bárbaro aconteceu no intervalo do dia 17 à 19 de Fevereiro, quando o jovem ficou desaparecido durante o período, que mesmo depois de ser socorrido, Litilson não resistiu aos ferimentos e morreu 4 dias depois, de acordo a Associação Íris Angola, o jovem de 25 anos foi vítima de transfobia.