Estudante angolano na Cuba é detido acusado de matar seu professor

Um estudante angolano, bolseiro, está a ser acusado de cometer homicídio contra o seu professor na Cuba, o mesmo foi detido supostamente por ser a última pessoa a ver o malogrado em vida.

Segundo relatos que circulam nas redes sociais, um pedido de socorro foi aberto em função a este referido estudante, por um grupo de estudantes angolanos também bolseiros em Cuba, que defendem a inocência do seu colega.

Armindo Leitão Jeremias, está a ser acusado de ter morto o Ex professor e amigo. Simplesmente porque o mesmo foi a última pessoa a manter contacto com o malograd

O corpo do mesmo foi encontrado a 150m da casa do estudante, por isso o acusaram pela morte do professor, não constam outras provas, ele diz ser inocente os outros colegas também dizem a mesma coisa.

O Director Geral do INAGBE, Milton Chivela, confirma a veracidade dos factos, admite a complexidade dos mesmo e assegura assistência jurídica ao Armindo Jeremias, Finalista do Curso de Sistema de Informação em Saúde.

“A S.Exa. Embaixador na Cuba já visitou o mesmo na prisão onde se encontra e, pronto, o processo está a seguir os trâmites judiciais normais naquele país, obviamente, com uma certa diplomacia do nosso lado. Estamos acompanhar o processo todo e esperamos que, com uma certa diplomacia, consigamos repatriar ele para Angola”, disse o Director do INAGBE.