Mulher morre durante videochamada após ser atingida com um tiro na cabeça pelo filho

Shamaya Lynn de 21 anos de idade morreu recentemente na Florida, Estados Unidos, após de ser atingida a tiro pelo filho menor de idade, quando estava numa videochamada do trabalho no Zoom.

Num comunicado feito na rede social Facebook, a polícia de Altamonte Springs informou que no dia (12) de Agosto, foram contactados por um individuo que estaria na videochamada com Shamaya Lynn a alertar que ela podia precisar de ajuda.

“A pessoa disse que durante a chamada de trabalho viu uma criança pequena ao fundo e ouviu um barulho, antes de Lynn cair para trás e nunca mais voltar à chamada”, indicou a polícia.

Os agentes que foram até ao local encontraram-na com um tiro na cabeça, concluindo que o ferimento tinha sido causado pela criança (é identificada apenas como toddler, o que designa normalmente alguém com entre 12 e 36 meses de idade) que tinha encontrado uma arma carregada, deixada de forma insegura no apartamento por um adulto.

A arma do incidente pertencia ao pai dos dois filhos de Shamaya Lynn, ambos pequenos, segundo a imprensa local.