“Até parece que uma mulher que vive de exibição do corpo merece mais proteção que as que vivemos do cérebro!”, diz Tchizé dos Santos

Entre polémicas envolvendo o nome da kudurista Marlene Oi e o ex-namorado Leandro Adilson -que supostamente divulgou vídeo íntimo dos dois-, a empresária e ex-deputada Tchizé dos Santos manifestou-se nas redes sociais, nesta quarta-feira (15) de Setembro, após saber-se que o jovem em causa já encontra-se detido, afirmando que, a proteção que está a ser dada a kudurista deveria ser dada a todas as mulheres que alguma vez sofreram por maus tratos ou bullying, e não apenas para quem vive do corpo.

No seu perfil do Instagram Tchizé partilhou m texto, expressando sua revolta quanto a forma de tratamento de outros casos semelhantes que não tiveram soluções perante a justiça.

“Nada contra a proteção que está a ser dada a esta senhora que foi vítima de violência contra a mulher como todas as demais que sofrem maus tratos ou bullying. Mas que haja também proteção da honra das que andamos a queimar as pestanas nas universidades e algumas até somos empregadoras de muitos angolanos e não apenas para quem vive do corpo. Tantas e tantas mulheres donas de casa ou trabalhadoras desesperadas, expulsas das suas próprias casas pelos próprios companheiros, outras ameaçadas de morte ou espancadas que recorrem à polícia e vêm as queixas darem em NADA! Outras não têm sequer a quem recorrer devido ao elevado poder político do agressor. Desculpem as palavras grosseiras que irei proferir a seguir mas “Até parece que uma mulher que vive de exibição do corpo merece mais proteção que as que vivemos do cérebro!” Por favor, prendam também quem abusa e persegue mulheres universitárias, domésticas, professoras, funcionárias públicas ou do sector privado e não apenas as rabudas dos vídeo clipes.”, escreveu Tchizé.

Recentemente um vídeo envolvendo a kudurista Marlene Oi foi vazado na internet, supostamente pelo seu ex-namorado, como ela aponta, e nesta quarta-feira em seus stories do Instagram ela fez saber que Leandro Adilson, já encontra-se detido na 8ª esquadra.