Instituições privadas autorizadas a cobrar até  60% do valor das propinas

Instituto Superior Metropolitano de Angola (Imetro)
Instituto Superior Metropolitano de Angola (Imetro)

O Secretário do Estado do Ensino Superior, Eugénio Silva, confirmou durante uma entrevista que foi transmitida hoje 21 de Abril, na TPA 1, a autorização das cobranças de propinas e pagamentos salariais aos docentes.

Com a paralisação dos serviços, tornou-se difícil a circulação da moeda nacional em todo o país, facto que levou à uma reavaliação das condições estipuladas no decreto presidencial, decreto esse que permitia a paralisação do pagamento das propinas em todas as instituições nacionais.


Com o estado de emergência em vigor, desde o passado 27 de Março, os que vivem da educação viram seus salários paralisados, aumentando a dificuldade das famílias angolanas.


Eugénio da Silva, explicou que para as instituições comparticipadas o valor a se cobrar vai até 25% do valor mensal, enquanto que nas instituições privadas o valor a se cobrar vai até 60% do valor mensal, referentes aos meses de Março e Abril.