Aumento de assaltos preocupa moradores da Estalagem

Policia Nacional de Angola
Policia Nacional de Angola

Nem mesmo no tempo de confinamento obrigatório devido à pandemia, os amigos do alheio dão trégua aos moradores do bairro Cauige-Uíge no distrito da Estalagem, devido aos constantes assaltos.

Tem sido uma situação incômoda, retira-se de quem já não tem, independentemente do período, manhãs, tardes e noites não têm parado aqueles que vivem desgraçando o pobre. O bairro sempre foi alvo de meliantes, mas o caso agravou com a paralisação de diversos postos de serviço, tornando as famílias mais carenciadas.

“Quinta-feira às 12h, os marginais me pediram 2 mil kwanzas e eu disse que não tinha, arrancaram o plasma de casa, me bateram com garrafa na cabeça e me bateram com bloco no braço”, contou uma das moradoras.

Até portas eles têm levado! Indefesa, a população apela pela intervenção da polícia, carecem de tudo um pouco: iluminação pública, escolas, falta de água e as elevadas obras abandonadas servem de refúgio para os assaltantes.

Ravelino de Castro
CEO e fundador.