Covid-19: Reabertura das escolas na França dão origem a mais 70 casos positivos em uma semana

Estudantes com máscaras
Estudantes com máscaras

O governo francês informou sobre o surto preocupante, consequência da reabertura das escolas em apenas uma semana, sendo que um terço das crianças francesas voltaram a escola resultando em 70 novos casos confirmados de Covid-19.

Cerca de 150.000 alunos do ensino médio voltaram para as salas de aula na segunda-feira, à medida que outras restrições eram liberadas pelo governo. O que inicialmente parecia alívio e fim das aulas em casa para centenas de pais franceses, se tornou um terror em apenas alguns dias, tendo seus filhos infectados e com isso gerar o aumento dos dados estatísticos no país.

Jean-Michel Blanquer, ministro da Educação francês, alertou na segunda-feira, dizendo à rádio francesa RTL que o retorno colocou algumas crianças em novo perigo de infecção. Ele disse que as escolas afectadas foram fechadas imediatamente, tendo a media francesa informado que sete escolas no norte da França tinham sido fechadas, sem confirmação de que os 70 casos de COVID-19 estavam entre estudantes ou professores. Visto que o período de incubação do vírus é de vários dias, existe a probabilidade de que as pessoas tenham sido infectadas antes da reabertura das escolas, disse o ministro.

A reabertura de cerca de 40.000 pré-escolas e escolas primárias na semana passada, tinha o limite a 15 alunos, e o governo deu a possibilidade dos pais manterem os filhos em casa, e assim cerca de 30% das crianças tiveram contacto com as escolas.

No meio de muitos, um professor de uma das escolas da região apresentou resultados positivos, tendo contacto com um pequeno número de crianças, os mesmos foram colocados em quarentena, mas a escola permaneceu aberta, informou o jornal BZ na segunda-feira. No estado vizinho de Brandemburgo, dois jardins de infância foram fechados e uma turma da quinta série de uma escola primária foi colocada em quarentena.

Com 28.022 mortes, a França tem a previsão de nos próximos dias liberal os cultos religiosos presencias, o país registou 143.427 casos confirmados dentre eles 62.563 recuperados.

Ravelino de Castro
CEO e fundador.