Educação

MED reduz calendário escolar 2020 retirando um trimestre

alunos

Com a invasão da Covid-19 no país, as aulas foram interrompidas no final de Março de modo a prevenir os estudantes. Apesar do estado de calamidade pública, as aulas no ensino geral retornarão oficialmente no dia 13 de Julho, conforme determinada numa nota de imprensa do Ministério da Educação, que também afirma que o ano lectivo foi dividido em dois trimestres.

Em decreto presidencial sobre a situação de calamidade pública, o executivo anuncia o reinício das aulas a partir do dia 13 de Julho, para o II ciclo do ensino secundário e ensino superior, enquanto que os estudantes do ensino primário e do I ciclo do ensino secundário regressarão às aulas no dia 27 de Julho.
Segundo o Ministério da Educação, o 1º trimestre vai de 13 de Julho à 28 de Agosto e o 2º trimestre vai de 31 de Agosto à 31 de Dezembro.

Normalmente, o ano lectivo tem duração de 180 dias lectivos, mas devido à pandemia, esse terá 126 dias que corresponde a 70% de conteúdos a ministrar.

Concernente a diminuição de alunos nas turmas, o MED determina que deverão ser divididas em duas, com duas horas e meia de aulas por grupo, ou seja, o primeiro grupo entra às 07h30 e sai às 10h00, com quatro tempos lectivos, enquanto o segundo começa às 10h05 e termina às 12h30, com o mesmo número de tempos.
O mesmo vale para o período da tarde, com as turmas a entrarem às 12h45 para sairem às 15h15 e das 15h25 às 17h55.

Comentários do Facebook
Partilhar
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *