Kanye West se oferece para pagar os estudos da filha de George Floyd

Além de doar cerca de 10 milhões de dólares para as famílias das vítimas de racismo nos EUA em 2020, o artista norte-americano Kany West, se ofereceu para pagar os estudos (incluindo a faculdade) da filha da última vítima (George Floyd) de racismo no seu país, que proporcionou uma série de protestos.

Entristecido com o último caso de racismo ocorrido nos EUA, o rapper solidarizou-se com a situação e decidiu pagar a formação completa da menina de apenas 6 anos de idade, Gianna Floyd, filha da vítima George Floyd, que recentemente foi asfixiado até a morte, por um agente da polícia da Minneápolis.

Os casos de racismo e violência contra negros nos EUA não são novidades, mas a morte de Floyd de 46 anos de idade, na mão de quatro agentes policiais, na semana passada, causou revolta um pouco por todo o mundo e deu origem a maior onda de protestos naquele país desde 1968.

A morte não significa apenas a morte de mais um homem negro nas mãos de mais um homem branco, mas significa também a perda de um marido, um filho, um irmão e mais profundamente um pai para uma criança de apenas 6 anos, que soube pela mãe, que o seu pai morreu porque não conseguia respirar.

Por: Joveth Delgado