Faia arrepende-se de ter negado proposta da França por amor à Angola

Faia - Antonia Moreira

Um dos nomes de maior reverência em Angola, sem dúvidas é o da Faia, ex-judoca bem sucedida a nível mundial, mas apesar disso arrepende-se de ter sido atleta angola, revelou durante a live com Yanick Ricardo, no quadro “Tens Coragem”, decorrido no Instagram.

Antónia de Fátima Moreira, mais conhecida como Faia, levou o nome de Angola para além fronteiras no mundo atlético. Faia, tornou-se muito conhecida, mas apesar disso ela sente-se arrependida por ser conhecida como campeã angolana:“Eu posso dizer que o maior arrependimento que tive, foi representar Angola, e ser atleta angolana, porque nós temos tanto amor pelo país, que acabamos por fazer tudo pelo país, e praticamente o país não faz nada por ti”, disse a atleta que já negou representar outros países, por amor a Pátria angolana.

Faia recordou um momento da vida, que ele se arrepende até hoje, a mesma negou o convite de um clube francês, para representar a França, e a ex-judoca simplesmente negou por “amor a camisola”, e hoje ela é coberta de arrependimento, pois olha para si e percebe que poderia dar mais dela, e até o momento Faia encontra-se como treinadora do clube 1º de Agosto, há mais de um ano, enquanto que os colegas que aceitaram outras propostas, estão bem de vida, ela está “simplesmente como treinadora de um clube”, tal como a mesma explicou durante o directo no Instagram.

Ravelino de Castro
CEO e fundador.