Evangelista Morris Cerullo não resiste à pneumonia e morre aos 88 anos

Morris Cerullo foi conhecido por organizar cruzadas de evangelização, com foco em curas e milagres, influenciou diversos pregadores, e nesta sexta-feira (10), não resistiu à pneumonia e faleceu aos 88 anos, no hospital em que recebia tratamento.

Conhecido por muitos, Cerullo foi um espelho na vida cristã, sua fé em Deus o levou a ultrapassar barreiras no cristianismo. Já internado no hospital para se tratar da pneumonia, Cerullo não apresentou resistência necessária, e acabou morrendo. Vários pastores e fiéis lamentaram a perda inconsolável de um dos patriarcas do evangelho, Silas Malafaia e Marco Feliciano (pastores brasileiros), demonstraram a tristeza que a morte de Morris causou. Estava escrito numa nota publicada no Facebook do televangelista: “Dr. Morris Cerullo, evangelista mundialmente reconhecido e fundador do Morris Cerullo World Evangelism, em San Diego (EUA), foi para estar com o Senhor no dia 10 de Julho de 2020, aos 88 anos de idade”, leu-se na nota publicada no Facebook do evangelista Cerullo.

Morris Cerullo nacido à 2 de outubro de 1931, em San Diego, foi um televangelista pentecostal americano. Foi casado com Theresa Cerullo com a qual teve três filhos: David, Susan, Mark. Nasceu dentro de uma família russo-judaica e italiana, mas foi criado a partir dos dois anos de idades em um orfanato judaico ortodoxo na cidade de Clifton, após a morte de seus pais em um trágico acidente de carro. Com 14 anos de idade teve uma experiência com Jesus Cristo que levou a aceitá-lo como “seu Senhor e Salvador”, por esse motivo foi perseguido e teve que deixar o orfanato, com a idade de dezesseis anos começou a pregar o evangelho, depois de afirmar de ter visto uma visão de Deus, em que ele testemunhou as pessoas que sofrem tormentos no inferno. A base ministerial está localizada na cidade de San Diego, na Califórnia.