Costa Vilola consulta Isaías Samakuva para aprofundar sua actuação como “Foge A Tempo”

Costa Vilola
Costa Vilola

Conhecido como “General Foge a Tempo”, Costa Vilola tornou público hoje (27), o seu encontro com ex-presidente do partido político UNITA, Isaías Samakuva, para adquirir mais conhecimento, e beber directamente da fonte, e recolher mais detalhes sobre algumas cenas marcantes no país, e assim desempenhar melhor o seu papel no “Cubico dos Tunezas”.

Sem dúvidas, o dia de sexta-feira ficou marcado não só no Instagram de Costa, mas também na sua memória. Costa e Cesalty (tia bolinha), foram recebidos por Isaías Samakuva ex-líder do maior partido da oposição em Angola, em sua casa onde houve uma troca de experiência como afirmou Vilola.

Ouvir a narração dos acontecimentos de quem viveu na primeira pessoa a história de Angola, foi a base da visita feita por Costa e Cesalty à Samakuva, que com histórias e conselhos, tornou assim a personagem de Costa com mais bases sólidas sobre as histórias angolanas, numa visão mais ampliada, contada por dois lados diferentes: “Para também ouvirmos o outro lado dos protagonistas da história de Angola, porque acreditamos que há histórias deste país que nos devem ser passadas pelos próprios protagonistas, confesso que ficamos admirados com a forma democrática e sincera que o Kota contou-nos a sua história na luta, desde a sua integração nas tropas coloniais até chegar à presidência da UNITA”, disse Vilola.

Não parou por aí, Costa ainda acrescentou em sua legenda: “Contou-nos dos vários processos para a resolução dos vários conflitos que o país passou, epa meus irmãos, foi muito lindo, a Tia Bolinha e o Foge a Tempo saíram dali com muita bagagem para poderem contar com mais clareza e neutralidade a história de Angola, o Kota deixou-nos muitos bons conselhos elogiou bastante o nosso espírito congregador e mostrou-se aberto para falar mais sobre Angola”.

Costa ainda apelou que não se deve olhar para o partido A ou B, mas que cada um vá à busca do conhecimento, para que ninguém reevente histórias do nosso próprio país.