Big Nelo esclarece rumores dos 148 milhões de kwanzas pelo hino da independência

Big Nelo
Big Nelo

Após o “Novo Jornal” ter noticiado hoje (14) uma suposta fraude por parte do cantor Big Nelo, pelo projecto “Hino dos 45 anos de independência”, o artista pronunciou-se no findar do dia durante a emissão do “Viva em casa”, esclarecendo que nunca houve aumento no dinheiro, e que desde a primeira proposta já eram 148 milhões de kwanzas no contrato.

Big Nelo esteve por via Skype durante o programa “Viva em casa”, para trazer à tona a sua versão dos factos, onde explicou que nunca foi acordado 14 milhões, e que desde o início eram 148 milhões acertados pela “Karga Eventos” e o Ministério da Cultura:

“A proposta nunca foi 14 milhões, era impensável fazer esse projecto com 14 milhões. A nossa proposta inicial foi 148 milhões para um projecto que englobava dois meses de estúdio, 20 artistas à trabalharem no hino, e ainda contratamos um produtor que estivesse a altura do projecto, o Heavy C para fazer o trabalho de produção”, disse Big Nelo.

Entristecido com a notícia que circulou na manhã de hoje, Nelo ainda disse ter avançado o trabalho mais que a metade, e ainda não viu o dinheiro do acordo feito. Ademais lamentou pelo encerramento da empresa de Heavy C:

“Fico triste porque neste projecto ainda não fomos pago, e já avançamos cerca de 70% do trabalho, e depois vi a notícia que o Heavy C decretou falência à sua empresa, eu sei que ele precisava deste dinheiro para se manter“, lamentou o compositor.

O responsável pela “Karga Eventos”, disse ser mentira sobre os 14 milhões, porque desde o início o projecto foi aprovado por várias comissões, e a proposta veio do Ministério da Cultura, com o acordo de 148 milhões.

View this post on Instagram

#zapviva #vivaemcasa

A post shared by Viva em Casa (@viva.emcasa) on

Ravelino de Castro
CEO e fundador.