Yuri da Cunha enaltece Prodígio por escrever a música “irmãozinho”

Prodígio e Yuri da Cunha em palco
Prodígio e Yuri da Cunha

O cantor angolano do estilo semba, Yuri da Cunha, usou nesta terça-feira a sua rede social para enaltecer o compatriota e colega de profissão do estilo rapper, Prodígio, por escrever a música intitulada “irmãozinho”, que foi apresentada no último domingo em um concerto alusivo aos seus 40 anos de idade.

No post na sua conta do Instagram tratou Prodígio de príncipe, reconheceu o talento do membro do grupo ‘Força Suprema’, agradecendo por ter escrito uma música que para ele foi um chamamento africano, para as suas origens e raízes.

“Meu príncipe o que aconteceu connosco ao cantar esse tema Irmaozinho? Pra mim foi muito forte, ver teus braços tremer e eu sem poder fazer nada porque minhas pernas não tinham força. Que música linda e cheia de alma, acho que encontramos uma música linda retratando tão bem a tua poesia. Eu já sei com quem falar para meter meus pensamentos em prática. Escreveste a história como se fosses tu mesmo a senti-la, foi um chamamento africano, para as nossas origens nossas raízes. Eu vivi e vi um Rapper de angola fazendo um roteiro sério e super profissional, para quem não sabe fazer Hip Hop, é muito talento 🙌🙌👏👏👏👏 Sakidila pangui iami”, escreveu o sembista.

Ainda em seu concerto estiveram Paulo Flores, Sharam Diniz, Tânia Buriti e Sílvio Nascimento.

Ravelino de Castro
CEO e fundador.