Wanessa Camargo encoraja mulheres a se libertarem (com urgência) de relacionamentos tóxicos

Wanessa Camargo
Wanessa Camargo

Em conversa com Fátima Bernardes, no seu programa na TV Globo, transmitido em Angola na manhã desta quarta-feira (16) de Setembro, a cantora brasileira Wanessa Camargo, enfatizou mais uma vez o que lhe incentiva a abordar temas como “Lábios de Navalha”, seu mais recente single que promove a necessidade de se libertar, com urgência, de relacionamento amorosos abusivos, procurando deste modo encorajar mulheres que passam por isso, conforme fez entender.

No ‘Encontro com Fátima Bernardes’, a cantora Wanessa Camargo foi a convidada para uma manhã com muita informação e entretenimento. Wanessa que durante a gravação do videoclipe de “Lábios de Navalha” trabalhou com mulheres vítimas de violência doméstica, realçou o quão doentio é insistir em um relacionamento que prejudica tanto a saúde emocional, mental e física, deixando claro que na ausência de arrependimento e vontade de mudar, por parte do parceiro, a solução mais plausível é o término do romance, tal como sugere na música.

“Ou muda ou sai daqui… Como alguém que diz me amar, sente prazer em me derrubar? Quer ser melhor? Quer ser maior? Se garante sozinho e pare de me usar!” diz a artista na música

Ainda no programa desta quarta-feira, Fátima e André Curvello falaram sobre o trabalho de uma ONG que está a resgatar animais castigados pelas queimadas no Pantanal. Voluntários correm contra o tempo para tentar salvar espécies silvestres. Algumas onças atingidas pelas chamas estão a passar por um tratamento com células-tronco.

Na Receita do Dia, Ana Maria Braga e Louro José relembraram como se prepara um bolo de fubá que leva creme de requeijão e calda de goiabada.

O ‘Encontro com Fátima Bernardes’ tem direcção geral de Alexandre Mattoso e vai ao ar todos os dias de segunda à sexta-feira às 8 horas 30 minutos no Globo HD, posição 10 da ZAP. Pode ainda aceder aos conteúdos Globo em Angola através do canal Globo ON, na posição 72 da mesma plataforma.