Globos Zap 2020: Indira Silva revela-se esperançosa:-“apesar de estar receosa, estou expectante”

A repórter do Zap Viva Indira Silva, que concorre na categoria de “Melhor Repórter do Canal ZAP Viva” com os seus colegas Da Wanny, Hortêncio Bruno, Job Paiva, Neurite Mendes, Ny Silva, contou em conversa com o ‘Portal Tudo A Ver’, que é a primeira vez que participa de uma nomeação, ainda mais de grande importância como esta, tendo deixado transparecer a sua confiança pelo seu potencial e o quanto almeja alcançar a victória.

Em dois anos e seis meses de trabalho como repórter, Indira considera esta nomeação como o reconhecimento do trabalho que faz com amor e serve, como grande incentivo pra fazer cada vez melhor.

“Pra mim, essa nomeação representa muita coisa. O reconhecimento de um trabalho que faço com amor, representa também um grande incentivo pra fazer e continuar fazendo televisão da forma menos provável possível e representa acima de qualquer coisa, o cuidado que as pessoas que me assistem têm ao ver as minhas matérias, porque foram elas que me nomearam”, disse a repórter em conversa com o Portal Tudo A Ver.

Quando questionada sobre como está a lidar com esta nomeação, Indira simplesmente disse, “tenho boas expectativas com a nomeação, apesar de estar receosa mas estou expectante. Tenho tentado me manter calma e focada nas coisas certas, minha família amigos e pessoas que me apoiam, têm sido espetaculares e têm me passado toda calma do mundo”.

Com a presença do conceituado apresentador Pedro N’zagi, a gala virtual de premiação dos “Globos ZAP 2020” do dia 17 do mês de Outubro, revelará a preferência do público angolano e não só. Com apenas duas facetas de televisão e música, tem como objectivo prestigiar os artistas de entretenimento e música que melhor elevaram o seu nome e o seu trabalho.

As votações para os nomeados nas diferentes categorias já estão abertas ao público, e podem ser feitas através do link (www.globoszap.co.ao) ou pelo número + 244 923 190 039.

Vale lembrar que, o processo de nomeações decorreu com o apoio de uma empresa angolana, de pesquisa de mercado e business intelligence “MIRA”, para a realização de estudos de mercado e sondagens de opinião.

Ravelino de Castro
CEO e fundador.