Morreu aos 50 anos, o rapper DMX

O rapper norte-americano DMX morreu aos 50 anos de idade, nesta sexta-feira (09) de Abril, uma semana depois de sofrer uma overdose, em um hospital de Nova Iorque, EUA. A família do músico teve que decidir se os médicos deviam manter os aparelhos que o mantinham vivo ligados.

Depois de ter sofrido uma overdose, DMX não tinha virtualmente nenhuma função cerebral depois que ele foi privado de oxigênio por quase 30 minutos após sua overdose. As funções cerebrais nunca mais voltaram e, na quinta-feira, seus órgãos começaram a falhar enquanto ele continuava com aparelhos de suporte à vida em um hospital de Nova Iorque.

Um representante de sua família confirmou a morte em um comunicado de imprensa.

“Estamos profundamente tristes em anunciar hoje que nosso ente querido, DMX, nome de nascimento de Earl Simmons, faleceu aos 50 anos no Hospital White Plains com sua família ao seu lado após ser colocado na vida apoio nos últimos dias. Earl foi um guerreiro que lutou até o fim.”, diz o texto.

“Ele amava sua família de todo o coração e apreciamos os tempos que passamos com ele. A música de Earl inspirou incontáveis ​​fãs em todo o mundo e seu legado icônico viverá para sempre. Agradecemos todo o amor e apoio durante este momento incrivelmente difícil. Por favor, respeite nossa privacidade enquanto lamentamos a perda de nosso irmão, pai, tio e o homem que o mundo conhecia como DMX. Compartilharemos informações sobre o serviço fúnebre dele assim que os detalhes forem finalizados.”, acrescentou.

DMX começou a sua carreira na música nos anos 80, tocando com Ready Ron, enquanto cumpria pena atrás das grades, até que finalmente se dedicou à música em tempo integral nos anos 90. Ele finalmente assinou com o selo Ruffhouse da Columbia Records e apareceu em discos com Jay-Z , LL Cool J , Mase e até mesmo a banda de rock Sum 41.